quarta-feira, 11 de junho de 2008

DITOS E ESCRITOS

CARPE DIEM!

Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito.
Um se chama ontem
e o outro se chama amanhã,
portanto
hoje é o dia certo para amar,
acreditar,
fazer
e
principalmente viver.

5 comentários:

besbertocharrua disse...

ó porfessor cando vizitáre a nhávó ca tá lá cuntádo o pormenóre da caza. apois agente fála queu oje tô de môlho. um abrace munte amigue e a nha maria tá aqui a dizêre ca manda tamém e camanhâ vô lêre a éla os seus scrites.

Fátima André disse...

Mas que tiro mais certeiro ;)
É isso mesmo. Tudo o que possa ser feito, ditor, escrito... hoje, pois que seja! Amanhã poderá ser tarde demais...

Maria do Carmo Cruz disse...

Este é que é um dos casos para dizer "nem mais, nem ontem"! Raul do Sorriso Imenso (ai que saudades do teu sorriso!) não sei se reparaste que os cumpadres Besberto e Maria andam comigo numa vida que nem te conto! Até já combinámos umas patuscadas, mas isso é para se fazer mesmo. Nesse dia vai ser HOJE, quando acontecer.
Por que é que a gente arranja tempo quando já não serve? Para ir ao funeral do nosso melhor Amigo, para quem não tivemos uns minutos para um telefonema, uma vista, uma resposta ao e-mail, um cartão no aniversário, um abraço mais apertado quando o divócio aconteceu, quando a Mãe partiu e ele teve que deixar de ser criança sem contar! E depois,temos tempo para gastar dois dias até, para ir lá, estar no velório, ir ao cemitério, ficar em casa, demasiado abalados para ir trabalhar porque a consciência não dorme.
Deixa-me terminar com um poemeto que aprendi, criança ainda, num almanaque de S. António, daqueles que o meu Pai comprava ao quilo:
É manhã, já canta o galo.
Já canta o galo, é manhã.
Já canta o galo? Deixá-lo!
Quem sabe se vão matá-lo
e já não canta amanhã?!


O mundo está cheio de galos
que não cantam amanhã.

Um beijinho da Avó Pirueta

BC disse...

Boa noite Raul!
Hoje fiz figura da malcriada, vim a todos os blogs da teia e não apareceram os comentários e só agora vi, só pode ter sido alguma coisa com o computador.
Mas comento novamente.
E CARPE DIEM, É PRECISO VIVER O MOMENTO, O INSTANTE.
O futuro é já no minuto a seguir, não podemos perder tempo com banalidades.
E,....CARPE DIEM!

Anabela Magalhães disse...

Certamente.