sábado, 19 de Abril de 2014

"ECOS"...

"Com o passar do tempo, há dois sentimentos que desaparecem: a vaidade e a inveja. A inveja é um sentimento horrível. Ninguém sofre tanto como um invejoso. E a vaidade faz-me pensar no milionário Howard Hughes. Quando ele morreu, os jornalistas perguntaram ao advogado: «Quanto é que ele deixou?» O advogado respondeu: «Deixou tudo.» Ninguém é mais pobre do que os mortos."
António Lobo Antunes

PÁSCOA FELIZ!


quinta-feira, 17 de Abril de 2014

R.I.P. Gabriel García Marquez

"Nunca deixes de sorrir,
nem mesmo quando estiver triste,
porque nunca se sabe quem pode se apaixonar por teu sorriso."
(Gabriel García Marquez)

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Do SER PESSOA!

“ A história de cada um de nós é a de um indivíduo a caminho de ser pessoa. 
O que nos faz ser pessoa não é o bilhete identidade.
O que nos faz pessoas é aquilo que não cabe no bilhete de identidade.
O que nos faz ser pessoas é o modo como pensamos,
como sonhamos,
como somos outros.
Estamos, enfim, falando de cidadania,
da possibilidade de sermos únicos e irrepetíveis,
da habilidade de sermos felizes” (Mia Couto)

quinta-feira, 20 de Março de 2014

HOJE, é… DIA INTERNACIONAL DA FELICIDADE!

É o segundo ano em que se comemora este dia, aprovado em 2012, por unanimidade, pelos 193 estados-membros da ONU, defendendo que a busca pela felicidade é um objetivo humano fundamental.

A criação do Dia Internacional da Felicidade surge por sugestão do Butão, um pequeno reino budista localizado nos Himalaias, que adota como estatística oficial a "Felicidade Nacional Bruta" em vez do Produto Interno Bruto (PIB).
Façam o favor de ser felizes e contribuir para a felicidade dos outros!

sexta-feira, 14 de Março de 2014


HÁ PESSOAS ASSIM...

 "Há pessoas que são portos seguros,
 trapezistas que arriscam a sua própria queda para nos ajudarem,
 para nos agarrarem,
 para que a sua força preencha a nossa fraqueza.

 Não nos condenam,
 apenas nos sorriem olhos nos olhos,
 como iguais.

 Sem nos julgarem.
 Sem nos cobrarem.
 Deixando-nos ir, se quisermos isso..."

 (José Luís Nunes Martins in Filosofias p 32)