quarta-feira, 9 de julho de 2008

DO ELOGIO DA VIDA!


VIDA LINDA!


Diz "O Principezinho", de Saint Exupéry, que "quando o faroleiro acende o seu farol, é como se fizesse nascer uma estrela ou um flor. A sua ocupação é útil, porque é linda". O seu trabalho é "mais útil que o do rei, do vaidoso, do bebedor ou do homem de negócios". Pelo menos, "tem sentido".


Hoje pensa-se, pelo contrário que a vida é linda, pode ser útil. Por a gastarmos toda a trabalhar, a produzir, a girar dum lado para o outro, espumando que nem cavalos de corrida. Imersos na voragem da cidade, rodeados de semáforos e de buzinas, de ar poluído e de pessoas de executivo, de agendas repletas de reuniões e de entrevistas, mais do que viver, somos vividos. Vividos pelo automóvel, pelo emprego, pelo computador, pelo nervosismo e a violência. Vividos pelo nosso consumismo, os nossos números, as nossas obras, o nosso poder.


Para trás, esquecidos foram valores como a família, a convivência gratuita, o cultivo da amizade, a abertura e sensibilidade social. E, obviamente, a transcendência, as grandes perguntas sobre Deus e o próximo. Se calhar, já nem nos apetece buscar espaços ainda virgens na natureza nem nos deixamos surpreender pela magia do pôr do sol nem pela inocência das crianças.


O homem de negócios segundo "O Principezinho" nunca olhou para uma estrela, nunca amou ninguém. Não fez mais do que somas e subtracções". Já o homem do farol era o único que não lhe parecia ridículo, porque se ocupava de algo mais que de si mesmo. Era capaz de levantar a cabeça.


A nossa vida, para ser útil e credível, tem de ser linda.



P. Abílio Pina Ribeiro
In Onda Claretiana,
Junho de 2008

5 comentários:

jeny disse...

A vida é como uma rosa tem de se ter muito cuidado porque nos nao somos um gato com 7 vidas e é preciso ter cuidado

ematejoca disse...

A vida é uma coisa maravilhosa, é pena ser tao curta. Teresa



Saudacoes do Gui de Düsseldorf para o professor Raúl!

Raul Martins disse...

Olá Jeny!
É com muita alegria que te vou vendo por aqui. Espero que estejas a ter umas boas férias. Aparece sempre.
.
Saudações para o Gui. Não sabia que ele já estava a saborear esses ares. Que se divirta.

Mariz disse...

Salvé!
Se calhar deixei por engano noutro blog um comentário, sobre o post relativo á MAria C.
Peço desculpa.
Vim agora qui porque vi que a data era anterior...á de hoje. sou muito distraída...também não ligo a datas nem ao tempo...nunca sei a quantas ando...não tenho relógios..larguei-os há uns 10 anos.
Vou sabemdo das horas pelo computadoe e pelo telemóvel quando tenho de sair...o que é raro, porque vivo numa zona de natureza protegida, a 500m do mar - se tanto - e rodeada de verde...e bem lá longe ainda consigo avistar a mágica serra de Sintra e o Paçácio da Pena.
O Principezinho? O meu blog quase se inica na faixa da direita com uma das célebres frases: "não se vê bem, senão com o coração"!
Mas por vezes há algo que nos tolda...mas regressamos sempre a ele.
Fique bem
MAriz

ESPAVO!

Raul Martins disse...

Viva Mariz,
deixou o seu comentário no meu blogue "baú". Onde guardo alguns textos. Obrigado pela partilha e apareça sempre.